Pitty, Rock Brasileiro de Calcinha

´´Cara, quando vi que não sabia fazer mais nada da vida. Comecei, as coisas foram acontecendo – e algumas coisas acontecem assim na vida. Vi que era isso que eu gostava, que me completava, que era meu meio de expressão mais forte. Quando decidi viver disso percebi que não ia ser feliz fazendo mais nada.“

 

 

 

Ela está no meio musical desde sempre e nunca pensou em fazer nenhuma outra coisa. Entre as madeixas castanhas e ruivas, os olhos verdes e demais adereços como tatuagens e piercings, Pitty é eleita pelo público não só como uma das maiores revelações do rock nacional, mas por sua incansável beleza. É impossível provar o contrário, mas a cantora já afirmou não se importar com isso. As músicas ela começou a escrever em um diário, daí o tom confessional de letras como Equalize, que fala sobre sexo, pura e simplesmente. Pitty era um “patinho feio” na adolescência, com óculos e magra. “Mudei, graças a Deus”, confessa ela em entrevista ao Terra. Agora uma mulher, só encontra problemas em sua banda de meninos quando está na TPM. Pitty: “Eles não entendem, não tem jeito, mas são uns amores”.
Sobre o Inkoma?
São meus amigos. Terminamos a banda na boa total. Foi natural, nem decretamos o fim. Cada um começou a fazer uma coisa. O baterista da última formação toca no Dr. Cascadura, banda das antigas de Salvador. O guitarrista tem uma banda meio reggae e o baixista mudou para a profissão “pai”.

Sobre maternidade:
Ainda não. Por enquanto meu instinto maternal está tranqüilo – se é que ele existe. No dia que rolar vai dar para reconciliar. Esse é um momento de muita batalha e não estou com vontade de me prender. Uma vez que se tem um filho, não existe deixar de lado, é um compromisso.

 

 

 

Sobre a música Máscara
Eu tive também esses desvios de personalidade, em que você não sabe o que quer. Nos espelhamos em uma pessoa mais velha, em pessoas distintas. E em determinado momento começa a ganhar autoconfiança. Eu era muito tímida, sempre me senti o Patinho Feio da história, magrelinha, de óculos e pequena. Minha auto-estima era meio baixa. Mas a coisa vai mudando e o mundo tem de te aceitar do jeito que você é, do contrário você vai ser sempre uma xerox. Baixinha eu sou e não cresço mais. Não uso mais óculos. Mudei. Mas a mudança não foi tão física, foi mais por dentro – e espero que para melhor! (risos)

Sobre Admirável Chip Novo
Na real as músicas fui eu quem fez, antes do disco. Fiz para mim, não tinha objetivo específico. A última coisa que pensava era gravar elas, até que o Rafa (n.e.: produtor do disco) me disse para registrarmos elas, aí que me juntei aos meninos e eles mais ajeitaram arranjos, formataram as partes, do que compuseram material.

 

 

 

 

Ritual antes de entrar no palco?
Engraçado. Podia fingir e dizer que durante 15 minutos fico meditando (risos). Mas estar perto da galera da banda, dar um abraço, juntar as energias das quatro pessoas para que fiquemos na mesma “vibe”, juntar as cabeças, são coisas mais comuns antes de entrar no palco. Sou contra os estereótipos de que roqueiro tem de fazer cara de doidão, ficar louco. Prefiro ter uma postura mais à vontade.

Sobre drogas:
Tenho uma relação tranqüila. É preciso ter consciência do que se faz. Tenho as minhas vivências. As pessoas perguntam mais o que é que ouço, o que estou lendo. Não me sinto capaz de aconselhar alguém. Tento ir com muito cuidado, por isso não me abro muito. Sei que tem uma molecada lendo e ouvido e não quero influenciar ninguém. Mas, em todo caso, vamos ler bons livros, estudar.

 

Sobre Sandy
Ela canta bem. Não é meu estilo musical predileto.

 

Sobre T.A.T.u.
Conheço. Assim, né: conheço, mas não conheço. Às vezes vemos um clipe e ficamos com uma impressão. Mas depois que comecei a colocar a cara na roda, o cu na reta (risos), passei a entender que não é tão bacana fazer um julgamento precipitado das coisas. É preciso ouvir duas vezes algo para não interpretar errado. Vi o clipe, achei interessante. Agora se é um golpe de marketing ou é real, só no segundo disco é que vamos saber. Se for verdade, acho bacana. Tem de mostrar mesmo, tem se beijar na boca mesmo.

 

No que difere, na sua opinião, das demais cantoras jovens brasileiras como Sandy, Wanessa Camargo, Luciana Mello…
Cada uma tem seu segmento. Eu canto rock, a praia delas acho que é outra. Mas é diferente naturalmente. A Luciana é mais black music. A Sandy é mais pop.

 

 

´´Meus melhores amigos foram homens e ficam super à vontade. Eles não entendem algumas coisas, como a TPM – e mulher tem mesmo. Por mais que me sinta à vontade, somos de outro gênero. Mas eles são uns amores. Fico mais sensível, como manteiga derretida. E é engraçado: depois de mais velha é que comecei a ter TPM. Mais jovem, se tinha, não percebia. Com o tempo vamos percebendo melhor essas coisas de mulher.“

 

 

 

Na sua infância, que letra de música mais traduziu suas angústias, seus medos, suas dúvidas?
Gostava de Como Nossos Pais, de Elis Regina.

Sobre tendências suicidas
(risos). Tenho sim, lógico. Temos de nos arriscar. Pra morrer basta estar viva. Me atiro, mas quero saber se o pára-quedas abre, pois imprevistos acontecem. Temos de seguir nossos caminhos, cair no mundo. Sou meio angustiada por natureza, isso já é dentro de mim, essa angústia. Sou guerreira pra caramba, viro pomba-gira. Tem esses dois lados da moeda. Sou muito de lua.Sem preocupações com rótulos, críticas e a aparência, a cantora baiana, ex-vocalista da banda Inkoma confirma a sua própria teoria, “que o importante é ser você, mesmo que seja estranho”.

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em Biografia, Blog, Cantores, História Musical, Música, mulheres no rock, Pop, Rock, Rock brasileiro, rock de calcinha, Rock´n´roll e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Pitty, Rock Brasileiro de Calcinha

  1. sidneypitherssom disse:

    eu queria rever o show de novo

  2. eu adorei a entrevista e a pitty é de mais … PITTY eu tre amoooo

  3. Joker Vice disse:

    VLW galerinha
    cuidem-se
    se naum for masturbação usem camisinha
    rere

  4. meiriele disse:

    pitty,vc sempre esta dentro de mim, adoro as suas musicas me faz sentir muito bem vc e demais mais eu nunca fui no seu show, e o meu sonho mais nao posso so tenho 13 anos menores nao pode entrar, choro por ser assim, assim nao poder entrar ja fiz tantas coisas para entrar nos seus show nao entendo o porque,se um dia estivesse que escolher ir no seu show,ou ir numa viagem, vou ir no seu show esse e o meu sonho e me chamo (meiriele) te amooooooooooooooooo! sou sua melhor fa numero um! beijoss te amoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo! d+s

  5. fabi disse:

    pittyyy , te amoo !

    vxe pra eoo e a melhor cantoraaa !!!!!!!!!!!!!!!!!!

    adoroo os xeus xous sao otimos , + ainda nom tive a xhance de comprar o dvd !@

    nom axei !

    bjOx

  6. fabi disse:

    no meoo mp4 xo tem muxica xuaa !

    TE AMOO !
    ROK NA VEIAA !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s