Pitty, artista do mês pela MTV Brasil

Pitty, moça saída de Salvador, era outrora apelidada de Madá pelas amigas por causa de seus cabelos excessivamente longos. Em 2006 a Pitty excursionou país adentro e ganhou, no VMB, os prêmios de melhor clipe de rock, melhor site, vocalista da banda dos sonhos (assim como em 2005) e, sua especialidade, a escolha da audiência. Tocou no Planeta Atlântida, em Florianópolis, para cerca de 40 mil pessoas. Esteve em todas as paradas de todas as rádios de todas as cidades deste país e os adolescentes cantavam os versos de suas músicas.

Seu primeiro disco, Admirável Chip Novo, lançado em 2003, vendeu 250 mil cópias e começou a chamar a atenção com “Máscara”, aquela do “O importante é ser você, mesmo que seja bizarrô”, que grudou na cabeça de todo mundo pelo menos uma vez na vida. Pitty confessa que faria tudo diferente. Em 2004, antes de ser esse fenômeno todo, venceu artistas como O Rappa e Sepultura na sua segunda vez no páreo desses prêmios de música brasileira com o clipe de “Equalize”. Graças à voz do povo – Pitty sempre ganhou por escolha da audiência. Pitty foi escolhida pelos leitores da BIZZ artista do ano e “Memórias”, do álbum Anacrônico (2005), a música do ano.

Pitty é uma espécie de Ivete Sangalo da Galeria do Rock, cativando a todos, mas sem ser amiga da Xuxa nem fazendo aparições públicas vergonhosas. Existia uma grande lacuna de uma mulher que não fosse delicadinha-inha nem uma dessas que forçam o ser sexy até cansar.

Faltava uma mulher que gritase depois de Cássia Eller, e a Pitty não é estrela. Nem quer ser. Pitty não é a voz da nova geração. Nem quer ser.

“Estou sempre mudando. Estou sempre diferente, sou muito inquieta. Mas às vezes olho pra mim e continuo sendo a mesma menina que curte fazer coisas simples, ir para a balada tomar cerveja com meus amigos sossegada, ir ao cinema, cuidar dos meus gatos, da minha casa. Isso são coisas que não mudam.”

Ela anda pela rua e conversa com as meretrizes. Ela gosta das baladas alternativas, onde tocam bandas alternativas e rock alternativo. A Augusta é o novo reduto dela.

“Tive muita sorte, eu podia ter me dado muito mal. Me arrisquei com várias posturas que tomei, do tipo o cara me chamar pra fazer playback na maior emissora do Brasil e eu dizer não. Algumas vezes, claro, fiz coisas que não achava tão incríveis, mas visando a algo que era incrível. Tudo tem seu preço e, pra mim, bastava ver se aquilo não era uma ofensa grave a mim mesma, se não estava indo de encontro às coisas em que acreditava.”

*** Leia a matéria na íntegra na revista BIZZ 209, já nas bancas! ***

Desde a infância em Porto Seguro que ela tem seus ouvidos atentos àquela música de potencial subversivo e transformador. Começou com uma fita do conterrâneo Raul Seixas que o pai músico, tocava no seu bar.
Passou pelos Beatles e Elvis, ouvidos em casa pela mãe. E chegou aos decibéis do Faith No More, Nirvana e Metallica, contrabandeados com algumatraso para Porto Seguro por amigos, justo quando ela entrava na adolescência.
Pitty se lembra bem: “aquela música casou com meu estado de espírito na época. Eu estudava em escola particular e não tinha luxo em casa. Via as meninas com roupa de grife e não entendia como a imagem poderia ser algo tão importante. Isso me levou a me questionar e me convencer de que o melhor é ser eu mesma”.

Ninguém merece ser mais um bonitinho”, canta Pitty em “Máscara”.

Pitty foi o apelido que a menina Priscila ganhou por causa da estatura.
Na adolescência em Salvador, a espevitada cantora integrou a banda de hardcore Inkoma, que lançou fita demo, participou de coletâneas e lançou, no ano de 2000, o CD Influir.

“E o que impressionava não era o fato de eu ser menina, mas o nosso som, que era muito tosco. É claro porém, que rolavam algumas piadinhas”, diz Pitty.
O Inkoma acabou.

Aprendeu a tocar violão, foi estudar música na escola da Universidade Federal da Bahia (onde Tom Zé, em outros tempos, teve suas lições de música atonal com o maestro Hans-Joachim Koellreutter) e começou a compor.
As letras vieram dos diários que mantinha desde a infância; com eles, por sinal, que ela começou a se alfabetizar.
Sem a menos das expectativas, numa tarde vazia, Pitty recebeu um telefonema do produtor Rafael Ramos(de discos de Los Hermanos, Raimundos, João Donato, Vídeo Hits, entre outros), que era um dos sócios da Tamborete, selo que lançara o disco do Inkoma, informado de que ela compunha para um possível trabalho solo, Rafael pediu uma fita com as músicas em voz e violão.

Pitty carregou dois dos melhores músicos de Rock de Salvador: o guitarrista Peu (do Dois Sapos e Meio) e o baterista Duda (do Lisergia), que tiveram até um grupo juntos, o Diga aí Chefe. Com punch e categoria instrumental, eles ajudaram a cantora a moldar aquilo que define como “um apanhado sonoro” de tudo que ouviu na vida.
“Teto de Vidro”
(“quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra”) abre o disco com pulsação mental, indignação punk e uma feminilidade que irá surpreender muita gente.

Sem refresco , entra em seguida a também faixa-título, que Pitty não esconde, é mesmo inspirada pelo livro Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, um dos escritores favoritos dessa rata de sebo fissurada por ficção científica. Bombardeada de manhã cedo na internet por todo tipo de mensagem publicitária, Pitty anteviu um mundo em que as pessoas haviam se tornado robôs “só ela era capaz de ver a verdade sobre a dominação, como se fosse herói do filme Matrix.
Já o filósofo inglês Thomas Hobbes é a referência de outra pedrada do disco, “O Lobo” (“o homem é o lobo do homem”).
E um conto de Edgar Allan Poe, sobre a possibilidade de se fazer parar o tempo, deu a partida para a épica “Temporal”, faixa que acabou ganhando uma roupagem a altura de suas intenções: violoncelo de Jacques Morelembaum, violão de Moska e violino de Ricardo Amado, num arranjo cheio de arabescos de Jota Moraes, que não deixa nada a dever a um “Disarm” dos Smashing Pumpkins ou mesmo “Kashmir” do Led Zeppelin.
Apesar de estar cheio de músicas fortes, como “Só de Passagem”, “Semana que Vem”, “Emboscada” e “Do Mesmo Lado”, Admirável Chip Novo abre espaço para Pitty se aventurar numa power balada, “Equalize”, que teve a participação do mutante Liminha no baixo, (nas outras faixas, o instrumento foi tocado pelo onipresente Dunga).
Mais uma vez, surpresas: diferentemente de um exemplar comum desse gênero popularizado por Kiss, Scorpions e Bom Jovi, o romantismo não é sinônimo de baba.
Ao contrário: o componente mais forte na música é o erótico, expresso em delicadas metáforas.
“Não fiz uma música sobre amor, mas sobre sexo”, entrega Pitty.
Algo que certamente Avril não escreveria por conhecer ainda pouco da vida, e Alanis por estar mais preocupada em ser zen.
Mas Pitty, como de costume, não está nem aí para as comparações.
E nem pensa muito no futuro, bem ao estilo Kurt Cobain “o que importa é que o trabalho está feito. “
Tudo pode mudar.
Eu pulei do penhasco e não sei se o pára-quedas vai abrir.
Mas se não abrir, também, tudo bem,”diz.

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em bandas, Biografia, Blog, Blogalização, Cantores, Fotos, História Musical, mulheres no rock, Pop, Rock, Rock brasileiro, rock de calcinha, Rock´n´roll e marcado , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para Pitty, artista do mês pela MTV Brasil

  1. Jéssikinha disse:

    Caraca eu amo a Pittyyyyyyyyyyyyyyyyyyy

  2. isabel disse:

    pitty é uma revelação para o rock feminino daqui alguns anos será a rainha do Rock do Brasil por ser á unica referencia na grande midia no Brasil

  3. Leila disse:

    Eu e minha filha de 6 anos adoramos a Pitty! Ouvimos as musicas dela juntas! E continuarei ouvindo ate que minha filha cresça! Ela ama a Pitty!

  4. lina disse:

    cara eu fico s/ palavras com a (priscila)pitty ela eh dddd+++++++++++

  5. gabrieli disse:

    achei irado adorei tudo bjnsssssssssssssssssssssssssss

  6. Deyse disse:

    NOSSA, A PITTY É MUITO MASSA.
    ADORO MUITO AS MUSICAS DELA.
    PITTY SUCESSO EM?

  7. lucas disse:

    ´pow vc é do caralho
    pow massa que so

  8. talita disse:

    cara eu amo a priscila(pitty)!sou sua fã linda!tu manda um som muito bom;bom demais!bjss
    TE ADOROOOOOOOOOO

  9. YANKA disse:

    amo a pitty desde quando eu tinha 4 anos
    pitty na veia

  10. aneek disse:

    pow meu a pitty é massa d+
    as músicas dela são bem oq
    está acontecendo hoje em dia
    seria mas massa se ela soutasse
    essa voz e as letras pra Deus
    muitos evangélicos gostariam disso
    se vc cantasse gospel tenha certeza
    q eu ía curtir mas ainda!!!!!!!!!!!
    Pitty num sei se vc vai ler mas se ler vai ser
    bom quando vc veio fazer um show aq na
    Paraíba, João Pessoa num sei a quants anos
    mas foi quando vc estava no hontel, minha amiga
    foi te ver antes do show mas num deixaram ela
    entrar mas ela foi deixar uma bíblia com o seu
    segurança num sei se ele entregou mas
    ela keria muito q vc lesse espero q vc esteja
    bem eu nem te conheço mas keria muito te conhecer
    se vc vier por aq de novo dá uma passada
    lá na igreja q eu freguento é a
    Primeira igreja no Valentina por favor
    venha mas daq q vc venha q Deus já tenha
    feito muitas coisas na sua vida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    ♥♥ JESUS TE AMA ♥♥
    vc canta d+ mas creia q se vc cantasse
    pra Jesus seria muito melhor pra
    vc e para o seu espírito!!!!!!!!!!!!!!!!

  11. kell disse:

    pitty eh mto foda
    ela eh do kralho
    Pitty eu te amoll eternamentii

  12. kell disse:

    eu achooOOO
    Pitty a melhor cantora de rock..
    ela eh super d+..

  13. ANY MARIELLY disse:

    COMO VOCÊ TEVE CORAGEM DE FAZER SEXO COM ELE? ELE É ORRIVEL

  14. mayara disse:

    te amo Pitty
    vc ´´e uma pessoa maravilhosa
    mudou minha vida pra sempre
    nunca vou te esqueçer…
    te amo pre sempre…
    vc faz muito sucesso, continue sempre assim

  15. alba disse:

    EU ADORO A PITTY,NA ESCOLA ELES ME CHAMAM DE PITTY DE VEZ EM GUANDO TODOS OS DIAS EU OUÇO AS MUSICAS DE PITTY BEM ALTO PARA OS VISINHOS SABEREM QUEM E MINHA PRAIA.EU TENHO 15 ANOS E SOU MAGRINHA COMO A PITTY ERA ODEIO SER MAGRA.A VIDA E CRUEL COM MIGO GUANDO COMECEI A GOSTAR DE ROCK PARECE Q AS AMIGAS SOMEN.ADORO A PITTY ELA E A MINHA FELICIDADEDE TODOS OS DIAS NAO TEM UM DIA Q EU NOAO LEMBRO DE PITTY E MEU SONHO E SER IGUAL A ELA E VER ELA.E EU ESTOU ESPERANDO PPOR ESSE DIA;TE AMO E SEMPRE VOU TE AMAR

  16. Eu amo a Pitty!As músicas dela são muito boas e descreve a realidade da sociedade que vivemos hoje de uma forma inegualável!Sem contar que ela é a nossa rainha do rock, eventual de Rita Lee que também é sua ídola!!!Sem palavras…a Pitty é foda!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s