Ozzy Osbourne

John Michael Osbourne nasceu no dia 3 de dezembro de 1948, em Birminghan, Inglaterra. Montou a banda Earth aos 20 anos, que era baseada em repertório de blues. Ao descobrir que o nome escolhido já pertencia a uma outra banda, o grupo adotou o nome Black Sabbath, de uma das composições de Ozzy. As letras e melodias sombrias de Ozzy e sua performance elétrica marcaram a banda nos seus primeiros oito álbuns, fase mais clássica e que fez com que o Black Sabbath fosse considerado até hoje o maior expoente entre os pioneiros do heavy metal.

Ozzy deixou a banda em 1979, devido a desentendimentos internos. Ele foi praticamente despedido por Tonny Iommi (guitarrista da banda), por causa de seus constantes problemas com drogas. Ozzy então começou a investir em sua carreira solo. Em sua nova fase, contou com Randy Rhoads, que logo se tornaria um dos maiores guitarristas da história, ao lado do lendário vocalista do Black Sabbath. Com Rhoads, Ozzy gravou os álbuns “Blizzard Of Ozz” e “Diary Of A Madman”.

Uma reunião polêmica em março de 1981 quase colocou em risco o contrato que o roqueiro tinha com a gravadora CBS. Isso porque durante uma reunião com executivos da gravadora, Ozzy arrancou a cabeça de uma pomba viva com a boca, causando um enorme alvoroço e por causa dessa atitude, a gravadora ameaçou rasgar seu contrato com Ozzy.

Já em Janeiro de 1982, Ozzy foi hospitalizado e chegou a tomar injeções contra raiva depois de ter arrancado com os dentes a cabeça de um morcego que foi jogado no palco por um fã. Ele afirma ter pensado que se tratava de um brinquedo. Pouco tempo depois, no mesmo ano, no dia 19 de março, seu companheiro Randy Rhoads morreu em um desastre de avião na Flórida.

Ozzy foi processado em julho de 1984 pelos pais de um garoto que se suicidou enquanto escutava “Suicide Solution”, porém o artista foi absolvido. Algum tempo mais tarde, em 1986 ele lança “The Ultimate Sin” e em 1987 Ozzy lança um novo álbum ao vivo, “Tribute”, em homenagem ao companheiro Randy Rhoads.

Com Jake E. Lee assumindo a guitarra (e posteriormente Zakk Wilde), Ozzy continuou lançado álbuns, apesar dos constantes problemas com bebidas. Na década de 90, Ozzy conseguiu pela primeira vez em décadas abandonar definitivamente o álcool (substituído por regimes alimentares rígidos e exercícios).

Anunciou o fim de suas atividades após o lançamento do excelente “No More Tears”, em 1991.

No entanto, o roqueiro não conseguiu passar muito tempo longe dos palcos e estúdios. “Ozzmosis”, de 1995, trata-se de um dos melhores álbuns de sua carreira. Já em dezembro de 1995, Ozzy começa a colocar em prática o sonho de realizar um festival, que é chamado de Ozzfest.

Em dezembro de 1997, nos dias 04 e 05 Ozzy Osbourne junto com o Black Sabbath faz dois shows na cidade natal inglesa de Birminghan para gravar um duplo ao vivo que é lançado em 1998 como “Reunion” e conta com duas canções de estúdio, “Psyco Man” e “Selling My Soul”.

O ano de 2002 é marcado em sua carreira com um reality show na MTV americana, chamado “The Osbournes”, onde ele e sua família mostram o seu dia a dia frente às câmeras. Com a grande repercussão do programa, a família se prepara agora para a segunda temporada.

Anúncios

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em Blog, Blogalização, Cantores, Cultura, História cultural, História Musical, Música, Metal, Pop, Rock, Rock´n´roll. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s