Tarja Turunen

Tarja Soile Susanna Turunen Cabuli (Kitee, Carélia do Norte, 17 de Agosto de 1977) é uma cantora finlandesa. Hoje vive em Helsinque. Foi vocalista da banda de metal sinfônico Nightwish. É a mais popular do gênero na Finlândia e pela Europa, além de cantora lírica e que agora se concentra em sua carreira solo.

 

 

Infância

 

Tarja nasceu no pequeno vilarejo de Puhos, em Kitee, junto de seus pais e dois irmãos, sendo a única filha mulher. Ela desde criança sempre apresentou interesse pela música. Sua mãe foi a primeira a notar isso, quando, em uma festa da família, a garotinha de apenas três anos mostrou sua voz para um público pela primeira vez com a canção “Enkeli Taivaan” (Anjo do Céu). Depois disso, sua mãe decidiu colocá-la no coral da paróquia a qual freqüentava, onde podia praticar regularmente, além de ter aulas adicionais em um grupo infantil.

 

Aos seis anos, Tarja começou a ter aulas particulares de piano erudito. Apesar de morar a vinte quilômetros do local das aulas, ela contava com o apoio de seus pais que faziam questão que sua filha não faltasse às lições[1].

 

Na escola primária, Tarja era costumeiramente convidada a cantar em pequenas festas escolares. Nessa época, a cantora chegou a sofrer bullying por parte das meninas de sua escola, por sempre tirar notas altas nos testes e ser uma das alunas preferidas dos professores.[2] Com isso, Tarja se tornou uma criança mais introvertida, tímida e a maioria de seus amigos eram garotos, os quais guardavam por ela admiração e tratavam-na com respeito.

 

Seus grandes ídolos na infância eram cantores de soul como Whitney Houston e Aretha Franklin. Nessa época achava-se que seria esse o caminho seguido pela garota. Porém, aos quinze anos, Tarja mudou-se para Savonlinna, onde estudou na “Savonlinna Senior Secondary School of Art and Music”. Lá passou a ter aulas de canto lírico e seguiu focando-se nesse estilo. No mesmo ano, ela cantou pela primeira vez para mais de 1.000 pessoas como solista em um concerto de natal.

 

Aos dezoito anos, mudou-se novamente, agora para a cidade de Kuopio onde ingressou na Academia Sibelius de Artes. Lá ela pôde desenvolver realmente seus dotes musicais, aperfeiçoando-se no canto lírico e música de câmara.

Metal

Em 1996, Tarja tornou-se um dos membros-fundadores do Nightwish, quando seu colega de classe Tuomas Holopainen a convidou para participar de seu projeto acústico. Então, Tarja, Tuomas e o guitarrista Emppu Vuorinen gravaram uma demo intitulada “Nightwish” da qual foi retirado o nome da banda. No mesmo ano, Turunen cantou pela primeira vez no Festival de Ópera de Savonlinna, onde fazia parte do coral, interpretando algumas obras de Wagner e Verdi.

 

Em 1997, é lançado o primeiro álbum da banda, “Angels Fall First”, foi quando Tarja fez seu primeiro show com o grupo em 25 de dezembro do mesmo ano, em sua cidade natal. A banda, porém, só ficou internacionalmente famosa com o lançamento do álbum Oceanborn, em 1998.

Ninguém no Nightwish imaginava que isso pudesse acontecer! Uma vez que a gravadora Spinefarm não acreditava nisso. Eles apenas aceitaram lançar nosso primeiro álbum porque acharam que tinha um toque exótico, bonitinho, e porque tinha uma mulher cantando em uma banda de metal

 Tarja Turunen

 

Tarja foi solista de vários bem-sucedidos espetáculos de música lírica, como a death metal Ópera “Evankeliumi” da banda finlandesa Waltari, em 1999, mas continuou a gravar e fazer shows com o Nightwish pelos anos de 2000 e 2001, período de lançamento do álbum “Wishmaster”.

 

Nessa época, Tarja deixou a Academia Sibelius e mudou-se para a Alemanha, onde passou a freqüentar a Universidade de Música de Karlsruhe, no sul do país. Enquanto esteve lá gravou os vocais para o álbum Century Child, além de uma participação no também bem-sucedido projeto Infinity do baixista argentino Beto Vázquez.

Em 2002, a cantora excursionou pela América do Sul com o concerto Noche Escandinava I, posteriormente fez uma exaustiva turnê mundial para a promoção de Century Child. Após esse período, Turunen voltou a Karlsruhe e o Nightwish fez um pequeno hiato.

No dia 1º de Janeiro de 2003, Tarja casa-se com o empresário argentino Marcelo Cabuli, o qual já conhecia desde sua primeira excursão pela América Latina, em 2000.

 

A presidente finlandesa Tarja Halonen convidou Turunen e seu marido para a festa em comemoração à independência finlandesa no Palácio Presidencial em Helsinki no dia 6 de dezembro de 2003, quando espectadores da emissora de tv Yle elegeram-na a mais elegante mulher presente, bem como muitos jornais e revistas.

 

Após a pausa da banda, Tarja reuniu-se ao Nightwish para a gravação do álbum Once, bem como para a turnê mundial pelos anos de 2004 e 2005, o que ficaria marcado como o grande auge da banda; além de embarcar em uma segunda turnê do espetáculo Noche Escandinava na primavera de 2004, que passou pelo Chile, Brasil e Argentina, onde gravou um disco de sua apresentação no Teatro Margarita Xirgu em Buenos Aires. Tarja ainda ministrou um curso de canto para treze alunos durante sua estadia no país.

 

No natal de 2004 ela lança o single “Yhden Enkelin Unelma” (Sonho de um Anjo), que chegou a disco de platina na Finlândia e ao primeiro lugar nas paradas musicais tanto em 2004 quanto em 2005.

 

Apesar de 2006 ser um ano de pausa para o Nightwish, Tarja não pretendia parar. Gravaria um álbum com canções natalinas e os vocais para o álbum de estréia do seu irmão, Teo Turunen.

Seus planos, porém, foram adiados quando, após o concerto final da digressão Once no Hartwall Arena (em Helsinque) com o título sugestivo “End of an Era”, foi entregue uma carta aberta[4] a Tarja, na qual foi “convidada” a sair da banda.

 

Tal fato fez com que ocorressem várias discussões sobre o assunto. Especulações na mídia foram aparecendo dia após dia. Tarja então decidiu dar seu parecer sobre a discussão em duas conferências de imprensa, a primeira em Helsinque e a segunda em Berlin. As maiores especulações eram sobre seu marido, Marcelo, acusado de manipulador e de ser o principal motivo da demissão de Tarja. Marcelo, então, respondeu a mais de 130 perguntas enviadas por fans sobre toda essa questão, dando sua opinião e explicações pessoais sobre todas as acusações.

 

 Juntos nós somos mais fortes e melhores. Marcelo me faz sentir livre. Com ele eu posso ser livre com falhas e tudo mais. Marcelo sabe tudo sobre mim e eu sei tudo sobre ele. Ele me ouve e me apóia e eu realmente não me sinto com uma marionete ou uma Barbie

 Tarja Turunen

 

Apesar de todo o ocorrido, nada impediu que Tarja continuasse com seus planos e sua carreira. Tanto que, pouco tempo depois, Turunen já tomava parte de sua primeira turnê natalina, que passou por quatro países da Europa: Finlândia, Alemanha, Espanha e Romênia, onde neste último foi acompanhada pela Orquestra Filarmônica de Sibiu. Os ingressos para a apresentação na Romênia já estavam esgotados semanas antes.

Após o sucesso da turnê, Tarja teve um pequeno e merecido descanso antes de recomeçar seus trabalhos, desta vez para um álbum completo de canções natalinas intitulado Henkäys Ikuisuudesta (Sopro dos Céus), que inclui em seu repertório, além de canções tradicionais finlandesas, clássicos de John Lennon e ABBA e a canção “You Would Have Loved This”, especialmente dedicada à sua mãe.

 

Nesse meio tempo, Tarja também tomou parte de projetos como atriz. No seriado da TV finlandesa Yle intitulado “Paaroolissa” a cantora interpreta a madrasta de um jovem estudante; no seriado humorístico “Studio Impossible” da MTV3 e no musical “Spin”, Tarja interpreta a ela mesma. Todas as aparições tiveram uma ótima aceitação do público que já aguardava por mais projetos no mesmo ramo.

 

Mas isso era apenas o começo. Em Julho de 2006 Tarja toma parte mais uma vez do conceituado Festival de Ópera de Savonlinna, mas desta vez como solista. Acompanhada do famoso tenor finlandês Raimo Sirkiä e da Orquestra Sinfônica de Kuopio, regida por Riku Niemi, Tarja fez uma apresentação que incluía temas clássicos como “O Mio Babbino Caro” de Puccini, canções do famoso compositor Andrew Lloyd Webber como “Don’t Cry For Me Argentina” do musical Evita (cantada em espanhol) e também temas de sua antiga banda entre outras. Tarja desta vez pôde mostrar seu potencial para a crítica especializada ao qual fez reconhecer seu talento como cantora e intérprete.

 

Ainda em 2006, Tarja participou do festival “Rhapsody In Rock” do músico e compositor Robert Well; do “Lahti Organ Festival”, festival de Órgão “Cross Over” na Finlândia; e mais apresentações com o tenor Raimo Sirkiä, desta vez acompanhados da pianista Maija Weitz e dos músicos da Sinäjoki City Orchestra.

 

Em Agosto de 2006, Tarja recebe disco de platina pela vendagem de 10 mil cópias do compacto natalino “Yhden Enkelin Unelma”, que entrou nas paradas de compactos finlandesas alcançando o topo tanto em 2004 quanto em 2005. No mesmo ano, Tarja participa de um concerto beneficente em comemoração aos 60 anos de UNICEF, o “Tomorrow’s Childs” (Crianças do amanhã), juntamente com o Coral Tapiola, onde arrecadaram 18.688 euros com os quais a UNICEF pôde providenciar vacinação básica para mais de 2.300 crianças de Laos[7].

 

Em novembro de 2006 é lançado o álbum “Henkäys Ikuisuudesta” e em dezembro começa sua turnê com apresentações pela Finlândia e Rússia, com a qual, no ano seguinte, renderia a ela uma indicação ao Emma Awards[8] como melhor artista feminina de 2006, além de ser eleita pelos leitores do jornal Iltalehti como artista feminina do ano.

 

No início de 2007, Tarja apareceu como jurada na semifinal do programa “Idols” da Finlândia. No decorrer do mesmo ano pretende dedicar-se totalmente à produção de seu álbum solo intitulado “My Winter Storm” que lançou na Finlândia dia 14 de Novembro e no Brasil dia 20 de Novembro, mas não vai agendar shows nesse período, apesar de que já planeja uma nova edição de seu concerto clássico, Noche Escandinava, para o futuro.

Vocal:

  •  Soprano dramático
  • Soprano lírico (segundo a própria Tarja)
  • Amplitude de três oitavas
  • Em 2006, foi lançado o livro “Once Upon a Nightwish” de Mape Ollila. O livro narra a história do Nightwish entre 1996 e 2006 – tempo de permanência de Tarja na banda.
  • A morte da mãe da cantora, em 2003, em decorrência de um câncer, foi o principal motivo que a fez incluir a música “You Would Have Loved This” no álbum “Henkäys Ikuisuudesta”.
  • Tarja além de cantora é pianista. Usa o instrumento em alguns shows, em seus ensaios e estudos. Outros instrumentos que ela tem alguma experiência são a bateria, a flauta e o violão.
  • O casamento civil de Tarja ocorreu no dia 1º de Janeiro de 2003, na Argentina, e no dia 26 de Julho de 2003 ocorreu o casamento religioso, na Finlândia.

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em bandas, bandas de rock, Biografia, Blog, Blogalização, Cantoras, Cantores, Gothic, Música, Metal, Rock, rock de calcinha, Rock internacional, rockstars, Roqueiras, Vocal Feminino, vocalistas e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s