Red Hot Chili Peppers

Lembro de ver Flea e Anthony Kiedis vestidos de mulher apresentando um show de Nirvana, sinceramente, o rock é totalmente poderoso.

Essa banda merece o status que tem

Red Hot Chili Peppers é uma banda americana de rock alternativo vencedora dos Grammy, com quatro membros, formada em Los Angeles, Califórnia em 1983.

Assistindo à várias mudanças e a problemas pessoais de membros, a banda conseguiu com sucesso juntar elementos de géneros como punk rock, funk, rock alternativo e rock psicodélico. São também reconhecidos por inserirem ritmos de hip-hop em várias faixas do seu repertório.

Os seus álbuns venderam aproximadamente 60 milhões de cópias em todo o mundo. Detêm também o recorde de mais hits #1 de rock moderno (11), e mais semanas no topo dessa lista (81).

Eles eram garotos de Hollywood que descobriram um som diferente. Em retrospecto eles estavam fora do contexto, fora do que havia na época. Eram diferentes. Os Chili Peppers causaram polêmica desde o início, com suas famosas “Socks on Cocks”, mas, por trás da fachada extravagante há uma amizade inabalável. O grupo passou pela morte de um dos integrantes (Hillel Slovak), e testemunho do quase declínio total de outro (John Frusciante). Após a recuperação, com a “nova” formação, o Red Hot Chili Peppers abriu novas trilhas e atingiu seu maior sucesso, ultrapassando muitos grupos pop atuais. E hoje eles são um fenômeno mundial.

O Red Hot Chili Peppers tem seu embrião desde 1979, nos intervalos entre aulas da Fairfax High School, em Hollywood, Los Angeles. Os garotos de 15 anos, Michael Balzary, Hillel Slovak e Jack Irons eram três amigos que tinham algumas ambições musicais formando a banda chamada Anthym. Um dos grandes admiradores dessa banda era Anthony Kiedis, também amigo de infância de Michael (Flea), Hillel e Irons.

No verão de 1981 Flea sai do “Anthym” e vai para o “Fear” uma banda punk de Los Angeles. Hillel e Irons permanecem no “Anthym”, agora conhecida como “What is This?”, com Anthony fazendo parte do conjunto.

Em abril de 1983 nasce o Red Hot Chili Peppers, ainda com o nome de “Tony Flow and the Miraculousy Majestic Masters of Mayhem“, apartir de uma idéia súbita de Anthony Kiedis, e com ele Flea, Hillel Slovak, Jack Irons se apresentam em um clube de Los Angeles. A princípio seria só uma brincadeira, mas os integrantes gostaram do resultado e passaram a fazer shows, agora batizando a banda de Red Hot Chili Peppers*, onde tinham apenas duas músicas “Out in LA” e “Get up and Jump”. Misturando punk e funk eles começaram a ser conhecidos por Los Angeles.

A explicação para o nome Red Hot Chili Peppers vem de um improviso de Anthony Kiedis que conta: “Eu estava caminhando em Hollywood Hills e vi esse nome piscando num arbusto psicodélico”.(o arbusto era em formato de pimenta), mas essa história parece muito mais uma lenda ou piada de Anthony, do que a verdadeira história. O que parece ser mais próximo da realidade é que eles adoravam comida mexicana com bastante pimenta (chili), Flea era fã da banda de apoio de Louis Armstrong “Red Hot Peppers” e Anthony Kiedis não poderia esquecer o nome da banda que tocou num pub em Londres, a “Chili Willy and the Red Hot Peppers“.

Três meses depois eles recebem uma oferta da Run DMC num mini festival. No mesmo tempo que Hillel e Irons ainda tocavam no “What is This?”, enquanto Flea continuava tocando com o “Fear”. No entanto, algo fazia com que o Red Hot Chili Peppers tivesse algo a mais. Mark Richardson conhecido como “Roaster”, um descobridor de talentos, procurou a banda e no verão de 1983, os Peppers já tinham uma programação completa.

Eles fizeram shows por toda a cidade e no “Kit-Kat Club”, onde os garçons andavam quase sem roupa, eles apareceram totalmente pelados, apenas vestindo meias em seus pênis (Socks On Cocks).

E em outubro de 1983, o Red Hot Chili Peppers assina o seu primeiro contrato com uma gravadora. A banda tinha apenas 6 meses, quando eles assinaram um contrato com a EMI, o que gerou problema, pois o grupo não pôde contar com Hillel Slovak e Jack Irons, que tinham compromissos com o “What Is This?”, que fazia parte do cast da MCA Records. Além do que Hillel e Jack acreditavam mais na sua banda que no RHCP, sabiam que tudo não passava de hobby e preferiam investir no seu antigo sonho de adolescência. Não teve outra, Anthony e Flea ficaram arrasados com a notícia e com a postura dos outros dois. Kiedis e Flea seriam obrigados a gravar no início do próximo ano, para contornar a situação chamaram então, o guitarrista Jack Sherman e o baterista Cliff Martinez. Porém, a química não era a mesma.

 

Para tentar contornar o problema, a EMI sugeriu Andy Gill para ser o produtor do álbum, sendo bastante aceito por Anthony e Flea. Todavia, surgiu um conflito musical entre eles, pois Andy Gill não dava liberdade para a banda criar melodias próprias além de querer fazer com que suas músicas soassem modernas e mecânicas. O primeiro álbum foi chamado de The Red Hot Chili Peppers e foi uma grande decepção para a banda. O disco saiu em agosto de 1984 e não teve grandes atenções. No verão do mesmo ano, a MTV apresenta o RHCP no MTV News.

O clipe de True Men Don’t Kill Coyotes faz um sucesso rápido e logo é esquecido, porém os Peppers continuam a estender a lista de shows e começam a tocar na costa-oeste e médio-oeste dos EUA. Durante estas viagens o consumo de drogas é intensificado, além disso, o contato pessoal durante todo o dia começou a criar atritos entre Sherman e Kiedis que não o suportava porque acreditava que ele era politicamente correto demais para a banda e não tinha a mesma habilidade de Hillel, então, no começo de 1985, Kiedis e Flea expulsam Sherman da banda, que é substituído por Hillel Slovak. Anthony e Hillel começam a usar heroína com mais freqüência. A maior obsessão de Hillel era encontrar os ruídos de Hendrix

Em 1985, os Peppers completamente perdidos, batem na porta de George Clinton para que ele produzisse o novo álbum, e então obrigam a gravadora à aceitá-lo como o novo produtor da banda. Clinton fica impressionado com o conhecimento musical deles.

Então vem o novo álbum da banda, o “Freaky Styley”, com sua gravação feita em Detroit, na fazenda de Clinton, sai em setembro de 1985 e recebe várias críticas positivas.

O Red Hot Chili Peppers revive novamente, após o relativo fracasso do álbum anterior. Eles fizeram shows por todo o EUA e, no início de 1986, pisam pela primeira vez nos palcos europeus. Cliff Martinez deixa a banda e Jack Irons volta para os Peppers. Eles continuavam com toda a força para que tivessem o verdadeiro reconhecimento do público.

Um fato curioso durante a turnê do Freaky Styley é que, em 1986, Kiedis toca em Grand Rapids, sua cidade natal pela primeira vez, e tem a “brilhante idéia” de usar as meias (Socks On Cocks), o que acaba sendo um escândalo na sua cidade, e ele vira a “ovelha-negra” do público de lá.

No final do ano de 1986, um grande problema entrou na banda, drogas. Kiedis tinha perdido qualquer noção da realidade e se entregara às drogas totalmente. Ele andava em becos e tinha contato com algumas gangues. Ele chegou ao ponto mais baixo de sua vida e passou a consumir drogas embaixo de uma ponte no centro de Los Angeles, porém a heroína não fazia o mesmo efeito de antes. Nesta época eles fizeram a pior turnê da história da banda e Kiedis foi convidado a se retirar pelo seu vício, e Flea o aconselha a se tratar, aí então ele percebe que as drogas não eram mais diversão e estavam invadindo sua vida.

Kiedis vai se tratar e tem a ajuda de seu pai. Durante sua passagem na clínica ele conhece a acupuntura que acaba sendo um meio alternativo de aliviar a tensão dele. Sai limpo da clinica, escreve “Fight Like a Brave” e retorna ao RHCP.

No verão de 1986, Flea se casa e logo começaria as preparações para o terceiro álbum. A banda ainda não tinha nenhuma música pronta e Rick Rubin se recusa a produzí-los. Entretanto, Michael Beinhorn aceita a tarefa e, em 4 de maio de 1987, os Peppers estão de volta na Capitol Studios, onde eles gravaram uma versão funk para a música de Bob Dylan, “Subteranean Homesick Blues” e outras músicas como “Special Secret Song Inside“. O terceiro ábum fica acima de suas expectativas. The Uplift Mofo Party Plan sai em setembro de 1987 e fica no 143º lugar nas paradas, uma pequena vitória.

No começo de 1988, ao passo que o Red Hot Chili Peppers vinha ascendendo a cada trabalho e no caminho certo do sucesso, Hillel usava drogas cada vez mais. Flea já estava preocupado. Em maio, a banda vai para Inglaterra e numa manhã eles tiram a roupa e com apenas as famosas meias, fazem uma paródia da foto dos Beatles na Abbey Road. Logo após, a EMI lança Abbey Road EP, um álbum com apenas cinco músicas, incluíndo a cover “Fire” de Jimi Hendrix. Em junho, os Peppers estão de volta à Los Angeles, onde Michael Beinhorn está esperando por eles para começar o novo álbum. Kiedis e Hillel começam a usar drogas novamente. E no meio de uma noite o telefone de Flea toca, ele pensara que estavam ligando para dizer que Kiedis havia morrido devido ao abuso das drogas, porém a vitima era outra. E em 27 de junho, Hillel é encontrado morto por overdose de heroína. Ele tinha apenas 26 anos. Kiedis então vai para um pequeno vilarejo no México, ele queria um lugar onde ninguém o conhecesse, para tentar se livrar das drogas. Irons sai da banda sumindo por um tempo no mundo. Flea mergulha em projetos paralelos. Parecia que era o fim do Red Hot Chili Peppers.

Anthony voltou para casa e Flea tornou-se pai de uma pequena menina chamada Clara, ocasião em que decidem reconstruir a banda em memória de seu grande amigo Hillel. Durante este tempo houve várias mudanças de guitarristas e bateristas nos Peppers, até que finalmente acham um novo guitarrista, John Frusciante de apenas 18 anos que, além de ser grande fã dos Peppers e de Hendrix, praticava até 15 horas por dia.

Quando aconteceu o primeiro show com a banda, os fãs não acreditaram que ele nunca tivesse tocado com os Peppers antes. “John era absolutamente um clone de Hillel. Ele não toca somente igual ao Hillel, ele se move como o Hillel…“, disse Alain Johannes. Coincidência ou não, John tinha realmente todo o estilo de Hillel, pois era o seu ídolo. Depois de muito procurar, os Peppers, também, encontram um novo baterista, Chad Smith que veio de Detroit.

Em fevereiro de 1989, os Peppers com sua nova formação, começam novamente. Em abril, Kiedis tira toda sua roupa em frente de uma mulher no backstage. Um ano depois ele tem que se justificar com um juiz na Virgínia. Houve outro incidente com Flea e Chad durante o MTV Spring Break Party e uma fã. Ultrapassadas as polêmicas, banda começou a se dar muito bem, Anthony Kiedis e John Frusciante tornaram-se grandes amigos.

O Mother’s Milk foi lançado em agosto de 1989, a partir de um trabalho longo e doloroso, principalmente porque Frusciante e Michael Beinhorn, o novo produtor, não se davam nada bem. O título do novo trabalho reflete a nova mentalidade do conjunto: “O leite materno nutri e desintoxica. Quando você o bebe, você se sente bem e saudável. E isso é o que a gente quer que nossa música represente“, disse Kiedis sobre o recém lançado álbum.

O disco Mother’s Milk contém 11 músicas e a cover de “Higher Ground” de Stevie Wonder e “Fire” de Jimi Hendrix, na qual Hillel participa. O primeiro single “Knock me Down” foi lançado em memória de Hillel. Flea ainda toca trompete em “Subway to Venus”, “Taste The Pain” e “Pretty Little Ditty”. Finalmente os Peppers fizeram um álbum que fez sucesso nas paradas e vende 2 milhões de cópias em todo o mundo.

Eles começaram uma turnê na Europa e deixaram os britânicos de cabelos em pé. Os RHCP tinham uma certa implicância com a Inglaterra e não escondiam isso de ninguém, fizeram um show completamente alucinante. Flea tocou baixo de cabeça para baixo, sendo amarrado pelos pés.

Frusciante dava ótimas idéias para a banda, Kiedis e Flea começaram a considerar a idéia de lançar um próximo álbum duplo, porém não achavam que a EMI estivesse fazendo um bom trabalho de divulgação, achavam que precisavam mudar de gravadora. Conseguiram se livrar do contrato com a gravadora e receberam inúmeras propostas de outras gravadoras, até fecharem com a Warner em 1991.

O verdadeiro sucesso estava por vir. Com o novo contrato, também muda o produtor, Rick Rubin era o novo. As gravações aconteceram numa mansão que pertenceu a Rudolph Valentino, em Laurel Canyon. Durante 8 semanas Rick usou sua estratégia para gravação: os músicos tocaram frente a frente, no mesmo quarto, usando menos tecnologia possível.

O genial Blood Sugar Sex Magik foi lançado no final de setembro de 1991. O álbum teve vários Hits, como: “Give It Away”, “Under The Bridge” e “Suck My Kiss” que atingem o topo das paradas no mundo inteiro. Resultado, o disco torna-se sucesso mundial, vendendo nada menos que 12 milhões de cópias, apesar de haver uma grande concorrência naquela época, as bandas grunges, que para Kiedis não era problema algum porque primeiramente simpatizava com elas e tinha amigos como Nirvana, Pearl Jam, Alice in Chains e depois porque sabia que o estilo dessas bandas não tinha nada a ver com o som que eles faziam.

Eles gravaram o primeiro clipe do álbum, “Give it Away”, onde foram levados para o Deserto de Mojave e foram pintados de prata. Em seguida “Under The Bridge” estourou no mundo todo e as pessoas queriam conhecer a tal ponte citada na música, viviam lhe perguntando a localização e ele respondia: “No centro da cidade, mas eu não queria falar mais nada sobre isso. As pessoas estão tentando encontrá-la, não é? Fuck! Não é uma atração turística, pelo amor de Deus. É o território das gangues, vocês estão procurando uma bala nos seus miolos?“.

Uma curiosidade, durante uma apresentação na Europa, os Chili Peppers foram avisados para não se comportarem de forma muito sexual no palco e muito menos usarem meias, porem como já era de costume da banda contestar, eles fingiram concordar com as exigências, mas quando subiram ao palco estavam vestidos de damas da idade média, imediatamente foram expulsos do palco e tiveram que se explicar para toda a imprensa européia.

A turnê foi enorme e muito cansativa. Em conseqüência, John Frusciante não suporta toda essa pressão e constantes viagens e resolve deixar a banda, ficando um outro problema nas mãos dos Peppers, faltavam apenas poucos dias para o Lollapalooza, onde eram uma da atrações principais.

Com a correria interna, pois tiveram que arrumar, rapidamente um substituto para John. A vaga foi ocupada por Arik Marshall que praticava até 5 horas por dia durante três semanas. A banda estava esgotada, não agüentava mais o ritmo dos shows, muitas coisas passavam pelas cabeças dos Peppers, principalmente na de Anthony Kiedis, ele gostava de Arik, achava que era um bom músico, mas não tinha a mesma criatividade de Frusciante, do qual sentia falta, mas sua raiva e decepção eram maiores, ele tinha certeza que precisava arranjar um outro guitarrista. Logo depois da saída de Arik Marshall, Jesse Tobias entrou em seu lugar, mas não permaneceu por muito tempo.

Os problemas não pararam por aí. Em 1993, Flea foi diagnosticado com fadiga crônica e teve que descansar durante 12 meses para que se recuperasse. Em 31 de outubro, os Peppers perdem um dos seus melhores amigos: River Phoenix.

Quando isto aconteceu Flea ficou muito doente com a perda de uma importante pessoa de sua vida. Dave Navarro (ex-guitarrista do Jane’s Addiction), que estava com o “Deconstruction” foi solicitado novamente para entrar no Red Hot Chili Peppers, para substituir definitivamente John Frusciante. E em 5 de setembro de 1993 Dave Navarro é anunciado como novo guitarrista do Red Hot Chili Peppers.

Ao contrário do Blood Sugar Sex Magik, a banda foi para o Hawaii buscar inspiração, eles trocaram o silêncio da mansão por uma viagem descontraída e “barulhenta”.

Em abril de 94, Flea fica sabendo do suicídio de Kurt Cobain através da tv, ele fica chocado e conta pra Kiedis, que começa a fazer uma reflexão sobre sua vida, e mesma que ele não admita, tudo leva a crer que ele escreveu a letra de “Tearjerker” pensando na morte de Kurt, afinal eles eram amigos e Kiedis tinha uma admiração profunda por tudo que Kurt representava.

Após o Woodstock, eles começam a trabalhar no novo álbum e chamam novamente Rick Rubin para produzi-lo. O nome do novo álbum passou por muitas alterações, assim como também a “track list” das músicas, o que causou muitas dúvidas na banda. Os títulos considerados naquela época para o novo albúm eram: “Hypersensitive”, “Turtlehead”, “Black Fish Ferris Wheel”, “The Blight Album” e “The Good and The Bad Moods of The Red Hot Chili Peppers”, até chegar ao nome definitivo. O One Hot Minute, foi lançado em 8 de setembro de 1995.

O disco reflete o momento difícil pelo qual passava os integrantes, tendo um clima bastante melancólico nas músicas que compõe o trabalho, principalmente em baladas como “Aeroplane”, “My Friends” e “Warped”. Kiedis tinha problemas com os pais de Jamie, sua namorada na época, eles não aceitavam que sua filha de 17 anos se envolvesse com um rockstar de 31 (E é dessa história nasceu a letra da música “Let´s Make Evil”). O One Hot Minute obtém boa repercussão, mais fraca se comparada à do trabalho anterior. Após a turnê mundial, o Red Hot Chili Peppers retorna para casa e agora planeja o novo álbum sem data para o lançamento.

Enquanto isso, John Frusciante se afundava nas drogas, chegando à beirar a morte.

E no dia 4 de abril de 1998, Dave Navarro anuncia a sua saída do Red Hot Chili Peppers para dar uma maior atenção ao seu projeto “Spread”. Dave diz que mesmo não estando com os Peppers eles serão amigos eternamente.

 

Kiedis visita John Frusciante no hospital. Ele poderia esperar por todo mundo, menos por Kiedis, e fica extremamente feliz com a visita. Então, num determinado dia, Flea estava em casa e alguém bate à porta. Era Kiedis e Frusciante, já recuperado do vício e da depressão pela qual passava. Flea se sentiu como se tivesse voltado 7 anos no tempo.

Então a banda precisava de um decisão sobre o seu futuro, mas faltava um guitarrista. O primeiro nome à ser cogitado para novo guitarrista era Tom Morello, que na época tocava do Rage Against the Machine, que estava trabalhando numa trilha sonora do filme “Small Soldiers” com o Flea. “Peppers e Rage sempre tiveram uma ligação. Somos amigos e gostamos do trabalho um do outro. Mas Tom não vai se juntar a nós.” Disse Flea.

Mas, para Flea e Chad Smith, só havia um guitarrista que poderia tocar no Red Hot. Assim, John Frusciante volta para a banda, depois de seis anos. A sua volta é confirmada por Anthony Kiedis numa entrevista para MTV, no dia 29 de abril de 1998.

Deste modo, somente em 1999, o grupo volta a gravar, lançando, em setembro, Californication que foi um grande sucesso, apesar de soar um pouco pop. A faixa-título, além de “Scar Tissue” e “Around The World” entre outras, são executadas à exaustão nas rádios e na MTV. “O título tem a ver com uma viagem que eu fiz ao redor do mundo há uns 2 anos atrás. Eu fui para Índia, Tibet e outros lugares e notei que a minha cidade tem uma grande influência no resto de mundo. Mesmo sendo tão longe.” Disse Kiedis.

Rick Rubin decidiu quais faixas iria cortar. “Bunker Hill”, “Gong Li”, “Phat Dance” e “How Strong” foram algumas. Ele escolheu músicas que desse ao álbum, uma nova direção. Esse CD era pra mostrar a nova fase dos Chili Peppers, uma fase sóbrea e madura. Por isso o elemento funk teve que ser reduzido à: “Around the World”, “Right on Time”, “Get on Top” e “Purple Stain”.

Todos os integrantes se livraram de vez das drogas. E assim começava uma série de sucessos. By The Way foi gravado em 2002. Recebeu muitas críticas dos fãs, pois o álbum praticamente só tem baladas românticas. A mistura funk-rock tinha ido pro lixo. Muito provavelmente por ter sido o primeiro CD em anos que a banda fez sem usar nenhum tipo de droga. Mas, mesmo deixando o funk-rock um pouco apagado, o álbum tinha excelentes músicas, como “Dosed”, “The Zephyr Song”, “By the Way” (Que entitula o álbum). A faixa mais bem aceita entre os fãs antigos da banda foi a música “Can’t Stop”. Também foi nesse álbum que surgiu uma das primeiras críticas à mídia vinda dos Peppers, com a música “Throw Away Your Television”. (Jogue fora sua televisão).

Em 2006 foi lançado o álbum duplo Stadium Arcadium, onde as singles “Snow (Hey Oh)”, “Tell me Baby” e “Dani California” emplacam. O álbum duplo possuia dois CD’s intitulados “Mars” e “Júpiter”. Destaque para Dani California que é a primeira música do CD duplo. No clipe de Dani California algumas bandas são homenageadas, como Sex Pistols, Nirvana e Beatles. Dani California é uma personagem da cabeça de Anthony. Ela também aparece em outra música da banda: “By The Way”. O estilo funk-rock se volta novamente no sucesso americano “Hump de Bump”, mesmo sem os peppers se drogarem.

Vocais

  • Anthony Kiedis, que está na banda desde sua criação; no início como amigo acompanhante da banda, depois como integrante oficial.

Baixo

  • Michael Balzary, conhecido como “Flea”, também desde o início da banda;

Guitarra

  • Hillel Slovak – Primeiro guitarrista do Red Hot Chili Peppers. Morreu em Junho de 1988, com uma overdose de heroína. Foi substituido por:
  • Jack Sherman, que já havia tocado com o Red Hot no primeiro álbum, quando Slovak tinha um contrato com outra gravadora;
  • Duane ‘Blackbird’ McKnight;
  • John Frusciante – É o atual guitarrista. Era um fã da banda, com 18 anos, que os impressionou com seu estilo e técnica. Saiu temporariamente durante a turnê do álbum Blood Sugar Sex Magik, voltando em 1999, no álbum Californication. Foi substituido por:
  • Arik Marshall;
  • Jesse Tobias;
  • Dave Navarro, ex-guitarrista da banda Jane’s Addiction, gravou o álbum One Hot Minute, de 1995. Atualmente toca no The Panic Channel.

Bateria:

  • Jack Irons – Saiu quando Hillel faleceu. Em 1994 foi tocar no Pearl Jam, onde permaneceu até 1998. E recentemente lançou um disco solo chamado Attention Dimension;
  • Cliff Martinez – Tocou nos 2 primeiros álbuns, pois Irons tinha um contrato com outra gravadora;
  • D.H. Peligro – Ex-baterista dos Dead Kennedys. Guitarrista e vocalista de sua banda própria: Peligro;
  • Chad Smith – Atual baterista desde 1989.
Anúncios

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em alternativo, bandas, bandas de rock, Bandas dos Estados Unidos da América, Biografia, Blog, Blogalização, Cultura, Drogas e rock´n´roll, História cultural, história do rock, História Musical, Música, Pop, Pop Rock, Psicicodelia, Rock, Rock Alternativo, Rock internacional, Rock psicodélico, Rock´n´roll, rockstars, Roqueiros, Sexo, Drogas e Rock´n´roll, Visual e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Red Hot Chili Peppers

  1. Liry disse:

    hola muchacho….

    yo soy julianna … soy mui fan de los peppers …

    y quería coregir usted …
    ellos no són alternativo e si rock funk

    excusa cuál quer cosa

    graceas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s