Do livro Renato Russo de A à Z

Em qualquer de suas dimensões, a fala de Renato Russo apontava sempre para uma direção certeira no vendaval nosso de cada dia, como bem salienta o jornalista Arthur Dapieve: “Tanto ao falar de política quanto ao falar de amor, uma única linha norteava sua poética: a busca da ética perdida.”

Neste roteiro em fragmentos, aparecem ainda confidências, contradições, influências e histórias do mundo pop.

Tomamos contato com um guru cult, que lê e cita Nietzsche, Walter Benjamin, Adorno, Jean-Paul Sartre, Kierkegaard, Fernando Pessoa, Bertold Brecht, W H. Auden e Shakespeare.

Nada escapava ao espírito crítico e ao olhar arguto de Renato Russo: sexo, drogas, rock’n’roll, política, amor, homossexualismo, família, religião, violência, eleições, mídia, liberdade, mitos, patrulhas ideológicas, movimento punk, símbolos sexuais, preconceitos, Aids, corrupção, anarquismo, casamento gay, alcoolismo, Copa do Mundo, espiritualidade, misticismo, processo criativo, solidão, crítica musical, etc.

Difícil driblar o seu holofote, ora generoso, ora implacável, nunca indiferente. Que o digam Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Paulo Francis, Kurt Cobain, Fernando Collor de Mello, Emílio Garrastazu Médici, Beatles, Bob Dylan, Cazuza, Guns N’ Roses, Lobão, Laura Pausini, Sepultura, Jim Morrison, Paralamas do Sucesso, Jerry Adriani, Sid Vicious, Xuxa, Titãs, Beach Boys e, claro, os dois talentosos companheiros na Legião, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá.

Uma equipe coordenada pela jornalista Simone Assad pesquisou duas centenas de entrevistas, reportagens e artigos publicados por jornais e revistas de quase todo o país, livros, especiais de TV e rádio (ver páginas 281 a 297). Também realizou levantamento inédito de 140 bases de dados sobre a Legião na Internet.

“Além da liderança implícita e da genialidade de fio terra da raça e parabólica de geração, Renato Russo deixa um legado de integridade artística à prova de bulas. Ele esquadrinhou seus cantos pessoais mais ocultos com a sinceridade dos que põem a alma pela boca.

Sua vida foi um disco aberto. E a todo volume.”

Tárik de Souza

“Em suas andanças pela Terra Santa,

Jesus encontrou um endemoniado e perguntou seu nome. A resposta foi:

— “Meu nome é Legião.”.

Arthur Dapieve

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em Biografia, Blog, Blogalização, entrevista, Estilo de vida, História cultural, história do rock, História Musical, Livros, music, Rock e marcado , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Do livro Renato Russo de A à Z

  1. alef costa disse:

    pow a legiao urbana pra min é mas que uma banda .
    todos os dias eu procuro mas coisas que falem só o renato russo , por que a histoeia desse homen é incrivel,
    entao a legiao ”renato” mudou muito minha vidaa

    força sempre

    abraço ….

  2. Marta disse:

    A Legião entrou na minha vida logo cedo… desde os 5 anos eu ouço as músicas, e sou apaixonada por elas. Acho que a chama legionária vai estar sempre na minha vida, onde quer que eu vá…
    Flw…

  3. Caren disse:

    Legião urbana, Renato Russo…
    Eu Fico sem palavras…
    a única coisa é que EU AMO Legião e o Renato
    (L)

  4. heyder disse:

    porra legião pra mim é tudo, é como se fosse viver sem repirar, LEGIÃO é tudo eu amo Renato Russo eu amo LEGIÃO eu ñ vivo sem eles. entendeu onde eu quiz chegar então é isso

  5. Juliana disse:

    Olha o RENATO RUSSO foi a cara e sempre será!!!
    Eu amo muuuito o Renato…
    Se ele tivesse vivo ainda eu aposto q o rock brasileiro seria muuuito diferente pq atualmente chamam qualquer bosta de rock…
    E eu queria muuuito ver ele cantando pena q nasci no ano de sua morte…
    Axo q poucos jobens q nem eu saibam o que e musica de vdd…
    Eu Amo o RENATO RUSSO EO LEGIAO!!!
    sem palavras o Renato faz muuuita falta!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s