Rodox

Rodox foi o segundo projeto musical de sucesso liderado por Rodolfo Abrantes, antigo líder dos Raimundos. Misturando o rock, as batidas rápidas na bateria, com letras mais elaboradas. Rodolfo se juntou com alguns músicos e durante alguns anos tocou junto ao Rodox.

Rodolfo, depois de sair dos Raimundos, no auge da carreira, sumiu por algum tempo do cenário musical. Muitos pensavam que ele não iria mais tocar, mas nesse período ele estava compondo, tocando e gravando junto ao DJ Bob. Tom Capone foi chamado para produzir e tocar, e para para a bateria foi chamado Fernando Schaefer (ex-Pavilhão 9 e Korzuz). Em cinco dias, nasce Rodox.

A banda foi rotulada por alguns como New Metal, em virtude da faixa que abre o CD, “Olhos abertos”. Mas nas faixas seguintes era possível ouvir hardcore de todo tipo, novaiorquino, californiano, etc. No cd também existem reggaes pesados (“Continuar de pé”), baladas (“Quem tem coragem não finge”), hip hop com rock (“3 reis”, dividida em três vocais, Rodolfo, o rapper Xis, e Marcelo Falcão, d’O Rappa). Rodox estava nascendo, com um estilo própio e de grande qualidade, com todas as músicas compostas por Rodolfo.

Rodox saiu em turnê, fazendo shows e atraindo fãs. O CD de estréia, batizado de “Estreito”, deu origem a quatro músicas de trabalho: “Olhos abertos”, “Dia quente”, “Quem tem coragem não finge” e “De uma só vez”.

Depois de vários shows bem aproveitados pela banda, e do segundo álbum homônimo, gravado em 2003, veio a primeira triste notícia: Pedro Nogueira, o guitarrista da banda, anunciou sua saída do Rodox por diferenças musicais com o estilo da banda.

Rodox perdeu um integrante e amigo, e logo entrou um novo guitarrista, Marcelo, do Dick Vigarista. Tudo parecia estabilizado quando Patrick Laplan (ex-Los Hermanos) anunciou também a sua saída do Rodox, afirmando não estar 100% na banda. Rodox continuou com seus shows, com Marcelo e Marcão assumindo o baixo. Com o passar do tempo houve muitos boatos no fórum da banda sobre uma possível reunião de Rodolfo e Canisso, que havia deixado os Raimundos. Os rumores se concretizaram e a nova música de trabalho, “Foi Bom Esperar”, já contou com Canisso no clipe.

Sábado, 7 de agosto de 2004, foi realizado o último show do Rodox, no Rock in Rio Café de Salvador, na Bahia. Fontes informaram que lá pela quarta música Fernandão literalmente chutou a bateria, tendo a banda inteira saído do palco. O baterista retornou algum tempo depois para pedir desculpas e comunicar que tudo estava acabado.

No dia seguinte, apareceu no fórum da banda mensagem creditada ao baterista Fernandão falando sobre o fim da banda e o seu relacionamento com Rodolfo.

Comentando o fim da banda Rodox anunciado havia alguns dias, Rodolfo publicou uma mensagem falando sobre o preconceito de rotular a banda como Gospel, e que além disso, buscou nos integrantes mostrar o caminho de Deus, sem sucesso. Ainda agradeceu a todos os fãs que o seguiram na jornada dentro do Rodox.

E terminou o texto com a frase:

A vida continua e quem está na linha vai seguir.

Com o fim da banda Rodolfo entrou na carreia solo gospel. A fama que outrora conseguiu com Raimundos e o mediano sucesso que conseguiu com Rodox não existem mais na vida dele.

Atualmente Rodolfo é pregador evangélico da Bola de Neve Church, e freqüentemente sai em viagens por igrejas compartilhando a sua história.

Em 2006, Rodolfo lançou um CD solo pelo selo independente Bola Music, o álbum Santidade ao Senhor. E Em 2007, Rodolfo Lança o Seu 2° cd da sua carreira Solo, o “Enquanto é Dia”.

Patrick Laplan trabalha no lançamento do disco de estréia da sua banda, Eskimo. E toca com os gauchos do Tom Bloch e Biquini Cavadão. http://www.myspace.com/eskimobr

Pedro Nogueira integrou a banda Luxúria, e trabalha na gravação do segundo disco da banda.

  • Estreito (2002)
  • Rodox (2003)

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em bandas, bandas de rock, Bandas de rock nacional, Cantores, Cultura, Cultura musical, História cultural, história do rock, História Musical, Música, Música brasileira, music, Pop, Rock, Rock brasileiro, Rock nacional, Roqueiros e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Rodox

  1. roberth disse:

    pelo menos agora ele tah salvo!

    ^^

    do que vale ao homem conquistar o mundo inteiro e perder a sua alma?!

    o/

    by>>rbth

  2. wanielly lima disse:

    cada um sabe o q é melhor pra si
    e Deus soube o q era melhor pra ele

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s