Epica

epica_at_tuska_2006

Epica é uma banda holandesa de metal sinfônico, fundada por Mark Jansen (ex-guitarrista do After Forever) no final de 2002. Epica utiliza vocal soprano e gutural e suas letras retratam o amor, o ódio, a agonia, a revolta, a cultura, as religiões e o sentido da vida.

No final de 2002, Mark Jansen saiu da banda After Forever (Alegando divergências musicais com os demais integrantes, que desejavam um direcionamento mais pesado e menos sinfônico), e começou a procurar músicos para se integrarem ao seu novo projeto, inicialmente nomeado Sahara Dust.No começo a banda, contou com Helena Michaelsen (ex-integrante do Trail of Tears) como vocalista, mas logo depois ela abandonou o grupo e deu lugar a uma, até então, desconhecida mezzo-soprano, Simone Simons, na época namorada de Jansen. A banda estava completa com o guitarrista Ad Sluijter, baterista Jeroen Simons, baixista Yves Huts e o tecladista Coen Janssen.

Em 2003 ainda intitulada Sahara Dust lançou a demo Cry for the Moon. No mesmo ano o nome da banda mudou para Epica (“Epica é um lugar do universo onde nós podemos encontrar as respostas para as mais importantes perguntas sobre a vida. A maioria de nossas letras é parecida com o significado de Epica. E o Kamelot acabava de gravar seu álbum intitulado Epica. Nós adoramos o título. A maioria dos membros, incluindo eu, adora ouvir Kamelot. Então decidimos mudar o nome para Epica”. – Simone Simons), inspirado no álbum homônimo da banda Kamelot e em junho a banda lança seu primeiro álbum designado por The Phantom Agony com 9 faixas em que se destacam Cry For the Moon, Feint e The Phantom Agony. O álbum conta uma fortíssima influência da música árabe, nítida na faixa Seif al Din. Os vocais são divididos entre a belíssima mezzo-soprano Simone Simons e a voz gutural de Mark Jansen. A participação de oito vozes compondo o coral atribui um aspecto grandioso, especialmente na faixa de abertura Adyta, cantada em latim. A sétima faixa intitulada Run for a Fall escrita por Mark Jansen, disserta sobre sua saída do After Forever. Façade of Reality aborda os atentados de 11 de Setembro, incluindo um trecho com declarações de Tony Blair.

Em 2004, Epica lançou o DVD We Will Take You With Us que incluía gravações em estúdio de músicas do álbum The Phantom Agony, making of, os vídeos deles até o momento (Feint e The Phantom Agony) e biografia.

Chegado Abril de 2005, Epica lança Consign To Oblivion, um álbum baseado na cultura e história Maia (Mark Jansen é apaixonado pela história Maia e pelo México – esteve lá pela primeira vez com o After Forever, Mark ainda diz que acredita em certos princípios que os Maias tinham), que fez aumentar vertiginosamente o número de fãs, não só brasileiros, mas também de outros países da América Latina e Europa, porém não é considerado um álbum conceitual, como se pode pensar, já que as letras abordam outros temas além de aspectos da cultura e do modo de encarar a vida que tinha aquele povo. Consign to Oblivion contém 11 faixas e nelas se destacam Solitary Ground, Quietus, Mother Of Light, a faixa título Consign to Oblivion (com participação de André Matos no coral) e um dueto com Roy Khan, vocalista do Kamelot – Trois Vierges.Em Setembro de 2005, foi lançado The Score – An Epic Journey. O álbum, no entanto, não é um trabalho regular do sexteto, mas sim a trilha sonora que a banda fez para o filme Joyride. Em dezembro de 2005 o Epica fez sua primeira tour pela América do Sul, passando por diversas cidades do Brasil.

Na metade de Setembro de 2006 a banda acaba sua primeira turnê nos Estados Unidos e Canadá, com a banda Kamelot, neste mesmo tempo, o baterista Jeroen Simons deixa o Epica. Em Dezembro de 2006 o grupo anunciou em seu website, que Ariën van Weesenbeek do God Dethroned será o baterista do próximo álbum da banda. E em meados deste ano Simone Simons e Mark Jansen terminam seu namoro.

Após a falência da gravadora Trasmission Records a banda ficou quase um ano sem gravadora, até que em Abril de 2007 assinou com a Nuclear Blast Records (mesma gravadora de In Flames, Therion, Stratovarius, Children of Bodom, Dimmu Borgir e Nightwish). A banda ainda luta com a Trasmission Records para conseguir os direitos de alguns de seus álbuns e lançar o DVD inédito filmado em Paradiso. É lançado o novo álbum dia 7 de Setembro na Alemanha e dia 10 de Setembro no resto da Europa, foi produzido por Sascha Paeth e além da participação do baterista Ariën van Weesenbeek, também teve como convidado o guitarrista Sander Gommans do After Forever, com seus vocais guturais em uma das faixas. O grupo garantiu que seria o álbum com o som mais pesado de toda a história da banda (e realmente foi) e o primeiro álbum totalmente conceitual deles. O nome deste novo álbum é The Divine Conspiracy e contém 13 faixas. Este disco carrega a teoria que Deus criou as diferentes religiões e as lançou sobre a Humanidade para ver se são capazes de encontrar sua verdadeira natureza, realizando com que todas as religiões atualmente são a mesma. E também deu conclusão para o conceito The Embrace That Smothers, que se iníciou no álbum Prison of Desire da banda After Forever e teve continuidade em The Phantom Agony com o Epica. O primeiro single do álbum é Never Enough, que inclusive recebeu duas versões em vídeo, com o renomado diretor Ivan Colic. O álbum foi muito bem recebido tanto pelos critícos quanto pelos fãs tendo como destaque as músicas Death Of A Dream, The Obsessive Devotion, Menace Of Vanity, Chasing The Dragon, Safeguard To Paradise, Sancta Terra e a faixa título The Divine Conspiracy. No dia 3 de dezembro Ariën van Weesenbeek se torna o baterista interino da banda.

Em 2008 o Epica continua com seus shows originais, além dos shows com efeitos pirotécnicos foi marcado um show na Hungria, no Miskolc Ice Hall, dia 14 de junho onde tocará peças clássicas de Mozart, Dvorak, Verdi, Orff, Prokofiev, Grieg e Vivaldi junto a uma orquestra e a um coral, mas seguindo o estilo da própria banda e também tocará algumas de suas próprias músicas só que reescritas especialmente para o evento. Foi divulgado no site oficial da banda, através de uma nota escrita pela própria Simone, que ela está infectada pela bactéria Staphylococcus aureus resistente à meticilina (também conhecida como MRSA) e já passou por diversas cirurgias mas o tratamento para está doença é longo e diário então a banda vem mudando a data de diversos shows devido a isto. Em março a banda divulga que para substituir Simone, que ainda está doente, na tour pelos Estados Unidos eles convidaram Amanda Somerville, ela que participou em todos os álbuns do Epica como segunda voz, esta medida foi tomada para que Simone possa se recuperar totalmente da doença, esta não foi a primeira vez que tomam uma decisão desse tipo, houve um show em que a banda se apresentou sem Simone dando enfase as músicas guturais. Dia 15 de maio Simone volta a se apresentar ao vivo, já recuperada, apresentação feita para comemorar o 5º aniversário do álbum The Phantom Agony. A tão esperada apresentação, The Classical Conspiracy show, foi realizada com sucesso, não houve gravação de DVD porém foi liberada a gravação do show pelos espectadores e há a possiblidade do lançamento de um CD. Simone, no dia 3 de Julho de 2008 participou no Ópera Rock Equilibrio, uma junção da banda de metal holandesa XYTUS e a mais antiga orquestra sinfónica da Holanda, a US Concert. A banda continuou o ano em turnê, passando pela América do Sul, incluindo o Brasil e após isso pela Europa. No dia 16 de dezembro Ad deixa a banda por não estar mais se sentindo bem pelas turnês e pelo pouco tempo que o restava para fazer outras coisas(como foi divulgado em uma nota oficial no myspace do guitarrista), a banda está a procura de um novo integrante e pretende anunciá-lo o mais breve possível.

Membros atuais

  • Simone Simons – Vocal (mezzo-soprano)
  • Mark Jansen – Guitarra e vocal gutural
  • Yves Huts – Baixo
  • Coen Janssen – Teclado, Piano e sintetizadores
  • Ariën van Weesenbeek – Bateria

Membros Antigos

  • Jeroen Simons – Bateria (2002-2006)
  • Koen Herfst – Bateria de apresentações ao vivo (2007)
  • Ad Sluijter – Guitarra elétrica e guitarra acústica (2002-2008)

Membros convidados

  • Olaf Reitmeier – Guitarra acústica em Feint e Run for a Fall (no álbum The Phantom Agony)
  • Sascha Paeth – Guitarra acústica em Dance of Fate (no álbum Consign to Oblivion)
  • Roy Khan – Vocal em Trois Vierges (no álbum Consign to Oblivion)
  • André Matos – Vocal tenor do coro em “Consign to Oblivion” (no álbum Consign to Oblivion)
  • Ariën van Weesenbeek – Bateria (no álbum The Divine Conspiracy)
  • Sander Gommans – Vocal gutural em Death of a Dream (no álbum The Divine Conspiracy)
  • Amanda Somerville – Vocal (Substituta de Simone Simons em uma parte da tour do The Divine Conspiracy)

Álbuns

  • The Phantom Agony (2003)
  • Consign to Oblivion (2005)
  • The Score – An Epic Journey (2005)
  • The Divine Conspiracy (2007)

Sobre Josi Vice

Moro em Recife, Pernambuco, onde nasci a 11 de outubro de 1985. Sou latino americano pós- moderno, poeta, cínico, dark, emocional e cerebral, um caranguejo com cerébro pós- Chico, um Nietzscheano sem Nietzsche, com delírios de poeta intelectualóide. Escrevo poesia desde os 15 anos. Sou fissurado em Hentai, Slipknot e Rock´n´Roll e em Literatura, Pop ou qualquer música de boa qualidade. Também adoro navegar pela net e pesquisar na web. Amo ler revistas e artigos, principalmente se for de culura. Esse cara sou eu. Nome real: Josafá César da Silva, mas prefiro Josi Vice ou Joker Vice ou César Vice. Signo: Libra Bandas e cantores preferidos: Slipknot, Beatles, Sex Pistols, Marilyn Manson, Cazuza, Legião Urbna, Elvis Presley, Silver Chair, Echo & The Bunnymen, The Cult, Southern Death Cult, Depeche Mode Poetas Preferidos: Fernando Pessoa, Camões, Marcos Henrique, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Allen Ginsberg Escritores favoritos: Nietzche, Machado de Assis, Paulo Coelho, Clarah Averbuck, Franz Kafka, Clarice Lispector e John Fante
Esse post foi publicado em Rock. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s